Estudos Luso-Brasileiros

Faça da língua portuguesa um instrumento para aprender sobre os países lusófonos, e aperfeiçoe seus conhecimentos, de maneira que possa contribuir para o mundo de hoje

Dentro do meio universitário japonês são muito poucas as universidades que oferecem a oportunidade de aprender a língua portuguesa e de estudar de forma científica sobre os países e regiões do mundo onde esta língua é falada.

Nosso Departamento é o local ideal para os japoneses que possuem curiosidade de conhecer algo novo, ou para aqueles que desejam fervorosamente aventurar-se por mundos desconhecidos.

Aqui, é possível perceber o mundo por um novo ângulo e, através dessa nova perspectiva adquirida, comunicar-se e contribuir de forma diferente para o mundo de hoje.

Então, qual é a atração exercida sobre os japoneses que os leva a querer aprender a língua portuguesa e sobre os países lusófonos? O mais provável é que seja a possibilidade de com esse conhecimento, descobrir conexões que, ultrapassadas as barreiras de tempo e espaço, possibilitem tomar parte diretamente no processo da globalização.

Afinal, foram os portugueses que, enfrentando mares desconhecidos, deram início ao processo de descobrimento de novos mundos durante o período das Grandes Navegações. Como resultado disso, na atualidade podem ser encontradas regiões em quatro continentes onde o português é língua oficial: Europa (Portugal); América do Sul (Brasil); África (seis países, incluindo Angola e Moçambique) e Ásia (Timor-Leste e Macau). Além desses países e regiões de língua oficial portuguesa, existem ainda países e regiões que têm número considerável de população falante da língua portuguesa, como Estados Unidos, Austrália, França, e Japão.

Sendo assim, faz-se possível compreender a diversidade mundial e as particularidades regionais, não só do ponto de vista europeu, mas também latino-americano, africano e asiático, fazendo com que se possa ver o mundo e seus problemas através de uma perspectiva multifacetada.

Além disso, não se pode esquecer que para os japoneses o português não é de todo uma língua distante. Primeiramente, porque os portugueses foram os primeiros ocidentais a colocar o Japão em contato com a cultura ocidental. Por outro lado, atualmente, o Brasil possui a maior população de descendentes japoneses do mundo, e hoje há muitos brasileiros vivendo em várias partes do Japão.

Tendo em mente esses aspectos, o currículo do Departamento de Estudos Luso-Brasileiros é elaborado de forma a propiciar conhecer os aspectos diferentes e infinitos desse novo mundo, através das mais variadas abordagens durante os 4 anos de curso, possibilitando aos estudantes adquirirem conhecimentos e capacidades que possam ser de ajuda para abrirem suas portas rumo a um futuro único.

Professores e suas áreas de pesquisa

DIAS, Nilta Educação das crianças brasileiras no Japão.
GIBO, Lucila Etsuko Linguística. Contato linguístico entre português e japonês; Aspecto e tempo verbal.
ICHINOSE, Atsushi Mudança e variações de língua portuguesa; História contemporânea dos países lusófonos.
KOYASU, Akiko Política e relações internacionais do Brasil.
NAITO, Rika Estudos regionais: Macau (etnicidade dos macaenses); Cultura e língua portuguesas.
NEVES, Mauro Junior Estudo comparado da cultura popular da América Latina, da Europa, do Japão e da Coreia.
TAMURA, Rika Sociologia. Educação não-formal e movimento social das comunidades na zona urbana brasileira; especialmente da região norte do Brasil.
TOIDA, Helena Hisako Literatura brasileira; Tradução; Haiku de imigrantes japoneses.
YAZAWA, Tatsuhiro Estudos africanos (política da África subsaariana); Estudos afro-brasileiros (história do negro brasileiro e relações raciais na sociedade brasileira).

 

See the Japanese website for more information